Voltar

 

Relatório da Diretoria

Ano-base 2006

A nossos associados, tomamos a liberdade de relatar as atividades desenvolvidas pela Associação Internacional de Lusitanistas durante o ano de 2006, na seqüência do relatório enviado no começo daquele ano. Esse relato informa as atividades da atual diretoria, dando conta igualmente de ações executadas pelos vogais de nossa Associação.

a) ações da Presidência:

- reunião com a Presidente do Instituto Camões, Dra. Simonetta Luz Afonso, visando estreitar os laços da AIL com aquela instituição; apresentação do relatório de atividades do período, o que facultou o depósito, na conta da AIL, do subsídio anual que o Instituto Camões concede à Associação em decorrência de Protocolo, assinado em 1998, pelo então Presidente, Dr. Helder Macedo, e o então Secretário, Dr. Sebastião Pinho, e renovado em 2003, pela Presidente, Dra. Regina Zilberman, o Vice-Presidente, Dr. Carlos Reis, e a Secretária, Dra. Cristina Robalo Cordeiro;

- convite ao Dr. Elias Torres Feijo para que assumisse a Segunda Vice-Presidência da AIL, posição, desde fevereiro de 2006, ocupada pelo Coordenador do Oitavo Congresso da AIL, realizado na Universidade de Santiago de Compostela;

- acompanhamento da produção dos volumes 6, 7 e 8 de Veredas, com o apoio da Dra. Maria da Glória Bordini, Secretária e Tesoureira da AIL, e do Dr. Benjamin Abdala Junior, Diretor-Adjunto de Veredas.

- impressão da segunda tiragem do volume 5 de Veredas, visando atender à demanda dos sócios que atualizaram suas cotas e dos novos sócios da AIL;

- distribuição das Atas do 7° Congresso da AIL (em CD) aos participantes do evento, realizado na Brown University, em Providence, EUA;

- instalação da página da AIL – www.lusitanistasail.net - em sítio próprio e independente; indicação da Dra. Cláudia Rejane Dornelles Antunes para operar, na qualidade de webmaster, o referido sítio.

b) ações da Vice-Presidência

- Dr. Carlos Reis: apoio às atividades da Secretaria e Tesouraria sediada em Coimbra; reuniões com a Secretaria e Tesoureira da AIL, Dra. Maria da Glória Bordini, visando viabilizar o sistema de cobrança das cotas dos sócios e pagamentos dos compromissos financeiros da AIL; distribuição das Atas dos 5° e 6° Congressos da AIL; realização e controle de pagamentos fora do Brasil;

- Dr. Elias Torres Feijo: prestação de contas do 8o Congresso da AIL; produção das Atas do Oitavo Congresso do AIL, em fase de finalização, para distribuição entre os participantes que apresentaram comunicações naquele evento; início das gestões para incorporar a Junta da Galiza como patrocinadora da AIL.

c) ações da Secretaria e Tesouraria:

- atualização das listas de sócios da AIL: atualização do cadastro de endereços e do perfil dos sócios; cobrança das cotas dos sócios; cobrança das anuidades dos sócios que dividiram suas cotas em pagamentos anuais; emissão de recibos aos sócios pagantes; três campanhas de angariação de novos sócios e de recuperação de antigos sócios desistentes; reorganização dos arquivos passivo e ativo da AIL; acompanhamento da produção e distribuição dos n°s 6 e 7 de Veredas; balanço das despesas e receitas de 2006; acompanhamento dos extratos bancários da conta da AIL no Banco Millenium/Coimbra; coordenação das atividades de rotina da Secretaria e Tesouraria sediada em Coimbra; atendimento a consultas de sócios; encaminhamento e supervisão de conteúdos do novo sítio da AIL na Internet.

Registram-se igualmente as ações dos seguintes vogais:

a) Benjamin Abdala Junior: organização e publicação dos volumes 6 e 7 de Veredas; organização do volume 8 de Veredas, em fase de revisão para publicação; planejamento dos volumes 9, 10 e 11 de Veredas, com escolha dos organizadores e estabelecimento de prazos e metas;

b) Cristina Robalo Cordeiro: promoção do Centenário de Miguel Torga;

c) Ettore Finazzi-Agrò: divulgação, na Itália, dos objetivos e dos resultados da AIL; e aplicação do número dos sócios italianos, em vista do próximo Congresso, na Universidade da Madeira;

d) Fátima Celeste Ribeiro: planejamento da vinda de um dirigente da AIL para lançar campanha organizada de divulgação que pudesse mostrar as amplas áreas de interesse e a aceitação da AIL pelo mundo; contatos com o Adido Cultural da Embaixada de Portugal em Maputo, com o Instituto Camões e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM), com responsáveis da Associação de Escritores e do Centro de Estudos Brasileiros;

e) Helena Rebelo: na qualidade de Coordenadora do IX Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas, a se realizar no Funchal (Madeira) em 2008, promoção, juntamente com os colegas da Organização – Ana Isabel Moniz, Ana Margarida Falcão, Diana Pimentel, Fernando Figueiredo, Leonor Coelho, Maria Teresa Nascimento, Paulo Miguel Rodrigues e Thierry Proença dos Santos – de reuniões de trabalho para a preparação do IX CONGRESSO. Entre essas reuniões, destacam-se as que aconteceram com a presença da Professora Dra. Cristina Robalo Cordeiro, em 09 de dezembro de 2005, com o Reitor da Universidade da Madeira, Professor Dr. Pedro Telhado Pereira, e com o Secretário Regional da Educação, Me. Francisco Fernandes, a fim de obter uma colaboração estreita da referida Secretaria. As providências tomadas em 2006 foram:

- a concepção e aprovação do organograma;

- a definição do tema geral do IX Congresso: LUSITANISMO: 500 ANOS DE RECIPROcidades.

- criação de endereço eletrônico para o Congresso - congresso-ail@uma.pt - e de home page: www.uma.pt/Unidades/DER/ail_ix_congress/index.html ;

- convite ao Representante da República na Madeira e o Presidente do Governo Regional para integrarem a Comissão de Honra;

- definição das datas de realização do congresso: 4 a 9 de Agosto de 2008

f) M. Carmen Villarino Pardo: na qualidade de membro da comissão organizadora do Oitavo Congresso, prestação de contas VIII Congresso da AIL; organização das Atas do Oitavo Congresso; colaboração para a organização do I Colóquio da APLEPES – Associação de Professores de Língua Portuguesa no Estado Espanhol – que terá lugar no dia 13 de abril de 2007, em Madri.

g) Rolf Nagel: proposta de intercâmbio e diálogo entre os membros da Diretoria da AIL;

h) Teresa Cristina Cerdeira da Silva: com o apoio da Cátedra Jorge de Sena da UFRJ, de que é atualmente Regente, convite ao Prof. Dr. Helder Macedo, Presidente Honorário da AIL, a participar de seminários no contexto do Programa de Pós-Graduação da UFRJ, a ministrar conferência sobre Carlos Drummond de Andrade e a proceder ao lancamento de seu romance Sem nome, no Palácio São Clemente do Consulado de Portugal no Rio de Janeiro, a convite do Cônsul de Portugal, Embaixador Almeida Lima. A Professora Dra. Teresa Cristina Cerdeira da Silva colaborou para o deslocamento do Prof. Dr. Helder Macedo a Porto Alegre, onde o Presidente Honorário da AIL reuniu-se com escritores e com estudantes do Programa de Pós-Graduação em Letras, da UFRGS.

Em síntese, a ação da Diretoria em 2006 voltou-se à concretização das seguintes metas:

1) Atualização dos pagamentos dos sócios; aumento do quadro de associados.

Presentemente, a AIL conta com 300 sócios, considerando o pagamento da anuidade, quando se realizou o Oitavo Congresso da AIL, em Santiago de Compostela. Dentre esses, 160 pagaram a primeira de três parcelas da conta trienal 2006-2008. Nesse número contam-se os membros da diretoria, os vogais Ana Mafalda Leite, Benjamin Abdala Junior, Cristina Robalo Cordeiro, Ettore Finazzi-Agrò, Fátima Celeste Ribeiro, Helena Rebelo, M. Carmen Villarino Pardo e Teresa Cristina Cerdeira da Silva, bem como os membros do Conselho Fiscal Fátima Viegas Brauer-Figueiredo, Laura Calcavante Padilha e Thomas Earle.

2) Organização, edição, impressão e distribuição da Revista Veredas 6 entre os sócios em dia, assinantes daquele periódicos. A organização do volume partiu da iniciativa do Dr. Helder Macedo, reunindo estudos sobre a literatura do século XVI em Portugal, apresentada por prestigiados estudiosos do período. Eis o sumário desse volume:

Cleonice Berardinelli: Gil Vicente: releituras de um texto semimilenar

Helder Macedo: Luís de Camões: o testemunho das cartas

Carlos Ascenso André: Ao contrário de Virgílio: reflexões sobre o feminino n’Os Lusíadas

António Manuel Lopes Andrade: Os senhores do desterro de Portugal. Judeus portugueses em Veneza e Ferrara em meados do séc. XVI

Vanda Anastácio: Entre pastores e pastoras: disfarce e enigma na poesia bucólica do Século XVI

Maurício Matos: Cancioneirito de Ferrara (1554): edição, estudo preliminar e notas

3) Organização, edição, impressão e distribuição da Revista Veredas 7 entre os sócios em dia, assinantes daquele periódicos. O volume 7 foi organizado pela Dra. Jane Fraga Tutikian, reunindo estudos sobre as literaturas africanas de língua portuguesa. Eis o sumário desse volume:

Ana Margarida Fonseca: Desafios da mestiçagem: o realismo mágico em questão

José Pires Laranjeira: Mulheres que escrevem: Noémia, Alda, Conceição, Chiziane

Maria Manuela Jales C. de Araújo: Francisco José Tenreiro e Noémia de Sousa: um diálogo com as vozes negro-americanas de Harlem

Maria Nazareth Soares Fonseca: Coreografias da escrita literária: diálogos e modulações

Petar Petrov: Intertextualidade e criação literária: Guimarães Rosa, Luandino Vieira e Mia Couto Angola

Carmen Lucia Tindó Ribeiro Secco: A poesia angolana pós-independência: tendências e impasses

Elizabeth R. Z. Brose: A Gloriosa Família: transtextualidade e tradução

Laura Cavalcante Padilha: O movimento programático do anticolonial no âmbito da literatura angolana

Benilde Justo Caniato: Cabo Verde: a fome em sua literatura

Benjamin Abdala Junior: Globalização, cultura e identidade em Orlanda Amarílis

Jane Tutikian: Germano Almeida, tradutor de uma nova realidade

J. D. Cosme: Moçambicanidade vs. africanidade: a construção de nacionalidades literárias nos mundos anglófono e lusófono

Maria Aparecida Santilli: Maravilhas do conto fantástico de Mia Couto

Maria Luíza Ritzel Remédios: O eu possível na dança do amor: Niketche, uma história de poligamia

Rita Chaves e Tânia Macedo: Entrevista com Mia Couto

Inocência Mata: A poesia de Conceição Lima: o sentido da história das ruminações afetivas

Russell G. Hamilton: A dolorosa raiz do micondó: a voz poética intimista, são-tomense, pan-africanista e globalista de Conceição Lima.

4) Produção da Revista Veredas 8. O volume 8 foi organizado pelo Prof. Dr. Luíz Fagundes Duarte, reunindo estudos sobre Crítica Genética e Textual.

Eis o sumário desse volume:

Luiz Fagundes Duarte

Tempo de perguntar

I. Teoria e Crítica da Crítica

Almuth Grésillon

La critique génétique: origines, méthodes, théories, espaces, frontières

Giuseppe Tavani

O texto medieval e as suas “misérias e desventuras”

Vanda Anastácio

Quando o papel interfere com a escrita

João Dionísio,

Criticus fit

II. Crítica e Linguística

Heitor Megale, Sílvio de Almeida Toledo Neto, Phablo Roberto Marchis Fachin, Renata Ferreira Costa, Vanessa Martins do Monte

Crítica textual: análise grafemática e pesquisa linguística

Luís Prista

Um manuscrito de João Félix Pereira: a Carta sobre a Reforma Ortográfica de Barbosa Leão

III. Crítica e Edição | Autores

Melânia Aguiar,

Editar Cláudio Manuel da Costa e Tomás António Gonzaga: um diálogo possível

Carlos Reis

O cânone da literatura queirosiana

Walnice Nogueira Galvão

Editar Euclides da Cunha

Paulo Franchetti,

Editar Camilo Pessanha. Questões de método e de princípios

Jerónimo Pizarro

Pessoa existe?

Telê Ancona Lopez

Leituras e criação: fragmentos de um diálogo de Mário de Andrade

Isabel Cadete Novais

José Régio: enveredando pelos trilhos da sua criação...

Neuma Cavalcante

Cadernetas de viagem de João Guimarães Rosa: fonte de criação literária

Hélder Godinho, Ana Isabel Turíbio

O espólio de Vergílio Ferreira

Giulia Lanciani

Il processo genetico nella formazione del testo in Carlos de Oliveira

IV. Crítica e Edição | Traduções

Sílvio de Almeida Toledo Neto

O Livro de José de Arimatéia: breve comentário sobre questões atuais

Mamede Mustafa Jarouche

Livro das Mil e uma Noites. Dilemas e opções de uma tradução

V. Crítica e Arquivística

António Braz de Oliveira

Arquivística literária: notas de memória e perspectiva

São metas para o ano de 2007:

1) ampliação do número de sócios da AIL;

2) atualização permanente do cadastro;

3) cobrança das parcelas anuais das cotas;

4) impressão e distribuição do volume 8 Veredas;

5) organização, edição, impressão e distribuição do volume 9 de Veredas;

6) planejamento do volume 10 de Veredas;

7) planejamento do Nono Congresso da AIL, a se realizar na Universidade da Madeira;

8) divulgação das atividades ligadas aos sócios da AIL por intermédio do sítio www.lusitanistasail.net e de outros meios de comunicação;

9) divulgação, por meio do sítio da AIL, de dissertações, teses e publicações relativas à Lusofonia;

10) publicação, no sítio da AIL, de teses e dissertações relativas à Lusofonia, permitindo a difusão de trabalhos acadêmicos.

A Diretoria apresenta a todos os sócios da AIL seus agradecimentos pela confiança e apoio no ano de 2006 e espera poder continuar a contar com sua colaboração inestimável em 2007.

Regina Zilberman,

Presidente